Concorrentes apontam o dedo ao Telegram e afirmam que não é uma aplicação segura - Noticias Tecnologica
Site Overlay

Concorrentes apontam o dedo ao Telegram e afirmam que não é uma aplicação segura

Se há uma aplicação que ganhou destaque nos últimos meses, essa aplicação é o Telegram, que acima de tudo se tem mostrado uma aplicação segura, e que “rouba” utilizadores aos seus principais concorrentes: WhatsApp, Facebook Messenger e Signal.

No entanto, segundo o fundador do Signal, Moxie Marlinspike, a reputação do Telegram em termos de segurança é provavelmente exagerada e isso também se deve ao uso de criptografia de ponta a ponta que não é generalizada como muitos erroneamente acreditam. Segundo o que Marlinspike deu a conhecer, as mensagens enviadas através do Telegram são armazenadas nos servidores deste popular serviço na sua forma original (ou, em todo o caso, em texto simples), sem recurso a qualquer tipo de encriptação para proteger os dados do utilizador.

O fundador da Signal acrescentou ainda que tanto o WhatsApp como o Facebook Messenger, ou seja, os dois serviços pertencentes ao Meta, oferecem um nível de protecção de privacidade muito maior do aquele que é oferecido pelo Telegram, garantindo pelo menos criptografia ponta a ponta para todas as mensagens de texto enviadas através das suas plataformas.

Telegram

Moxie Marlinspike acusa o Telegram de não ser seguro

O problema do Telegram é que este serviço armazena todos os dados enviados através da aplicação na sua nuvem em um formato totalmente exposto: na prática, os textos das mensagens, os conteúdos multimédia partilhados e os contactos podem estar ao alcance de quem quiser para (e habilidades) para navegar.

Moxie Marlinspike acusa a aplicação de ser essencialmente uma espécie de janela aberta nos servidores que armazena todo o histórico que já existiu na plataforma, tornando tudo visível tanto para o utilizador particular como para os operadores de serviço, sem a necessidade de qualquer esforço para ter acesso directo aos dados.

FONTE

EDIT 21/12 21:34

Poucas horas depois de termos publicado este artigo, fomos contactados pelo Telegram que nos deu mais algumas informações. O texto que eles nos enviaram é um pouco longo, e inglês, pelo que vos deixo aqui a parte que é relevante para o assunto em questão, e devidamente traduzido:

[…] O vosso artigo diz que as mensagens no Telegram são armazenadas em texto simples. Isso está incorreto. Tudo o que é armazenado na nuvem do Telegram é criptografado com segurança.

O artigo diz que o Telegram é uma janela aberta para hackers e autoridades. Isso está incorreto. O Telegram usa uma infraestrutura distribuída com dados de chat em nuvem armazenados em vários data centers em todo o mundo em várias jurisdições. Os dados dos utilizadores são criptografados e as chaves desses dados nunca são armazenadas com os dados que o protegem.

Como resultado, o Telegram é capaz de proteger os dados de invasões de privacidade, incluindo as de governos. Até esta data, o Telegram partilhou 0 bytes de dados de utilizadores com terceiros, incluindo governos. Mais informações aqui: https://telegram.org/faq#q-do-you-process-data-requests

Além disso, acho importante observar que a estrutura de duas camadas do Telegram permite que os utilizadores aproveitem os recursos e a facilidade de uso que vem com um mensageiro seguro baseado em nuvem, ao mesmo tempo que oferece Chats Secretos para aqueles que desejam aceitar as limitações da criptografia ponta a ponta. Mais informações estão disponíveis aqui: https://telegram.org/faq#q-why-not-just-make-all-chats-39secret-39 […]

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.

imagem01-04-2022-01-04-02

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este é o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.

Informático de profissão, e apaixonado por novas tecnologias, desportos motorizados e BTT.